saude-inovadora-2024-rede-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-cns-simers-hospital-cfm-conselho-federal-medicina-4
EINSTEIN
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-universo-totvs-sp-2
saude-inovadora-2024-rede-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-cns-simesp-simers-feira-hospitalar-sao-paulo-grupo-bradesco-biobrazilfair-biofach-organico

Lições de recordistas mundiais de natação inspiram negócios

Lições de recordistas mundiais de natação inspiram negócios

Há 30 anos, Gustavo Borges, Fernando Scherer, o Xuxa, e Teo Laborne mudaram a história da natação brasileira: na piscina do Clube Internacional de Regatas, em Santos (SP), eles realizaram, junto a José Carlos Souza, o primeiro recorde mundial de natação do país – o revezamento 4x100m livre, título que pertencia à Suécia. Os três atletas se uniram ontem (4 de julho), em celebração ao aniversário do grande feito, no evento Fazendo a Diferença: Fórum de Alta Performance da matter&Co., em São Paulo (SP), provocando risadas, emocionando e tirando o público de sua zona de conforto. 

Considerado um craque no universo corporativo, Roque Almeida, CEO da matter&Co., criou o primeiro ecossistema de inteligência de negócios no Brasil, uma evolução de 13 anos e mais de 800 projetos, que começou como uma consultoria e hoje reúne, em um só lugar, empresas de vários portes e expertises. Para resolver problemas complexos com multidisciplinaridades e velocidade, engloba diferentes áreas, como pesquisa de mercado, gestão financeira, ciência de dados, hunting, desenvolvimento de pessoas e construção de marca. “Juntamos forças para ter os melhores profissionais e impulsionar resultados”, afirmou. 

E é aí que negócios e esporte se somam, como também destacou Carlos Aldan, CEO do Grupo Kronberg, executivo que construiu uma carreira internacional à frente de organizações como o World Trade Center. “Enfrentamos uma pandemia silenciosa, que são os transtornos mentais. Temos a responsabilidade em fazer a diferença, e não buscar a performance a qualquer preço, o que está elevando nosso custo emocional. Nossos níveis de estresse estão chegando ao burnout. Precisamos desenvolver a resiliência emocional, mais necessária do que nunca, para que a gente navegue nessa complexidade toda e consiga proteger nossa saúde mental e prosperar em ambientes desconhecidos, incertos e ambíguos”, disse. 

O contrário de ganhar não é perder! Para gerar resultados, um líder precisa ter a mentalidade de um esportista de alta performance. Mas o que é ter uma mentalidade esportista de alta performance? O maratonista e campeão sul-americano Heleno Fortes, e a ultramaratonista Bárbara Gabriela, responderam essa questão. 

“Teremos mais tombos do que sucessos em nossas jornadas. A constância e o trabalho de longo prazo, fruto de preparação, é o que traz confiança. Há momentos que queremos mesmo desistir, mas temos de brigar contra a vontade de jogar a toalha”, afirmou Heleno, treinador campeão sul-americano de meia maratona, que já correu 24 maratonas sub 3h, e que hoje conduz a empresa HF Treinamento Esportivos, que assessora mais de 500 pessoas que se desafiam como atletas. Ele destacou a importância do trabalho em equipe – no caso dele de médicos, nutricionista, fisioterapeutas, terapeutas e outros profissionais -, além de uma liderança incentivadora. 

“A trajetória determina o ponto de partida“, disse Bárbara Gabriela, médica pós-graduada em Endocrinologia e em Nutrologia, além de ultramaratonista. Ela faz da paixão pelo esporte o seu trabalho, atendendo atletas amadores e de alta performance. “Grandes desafios exigem planejamento e fragmentação, ou seja, avançar em blocos. A cada etapa cumprida, ganha-se força para fazer a próxima. É preciso acreditar que o dia seguinte vai melhorar e que não se vence sozinho”, completou.

Elementos da resiliência emocional!

Para Carlos Aldan, a pandemia e a exponencialidade (cada vez mais transformações em menores intervalos de tempo) rasgaram as cartilhas do mundo corporativo. Portanto, é preciso buscar novas inspirações, especialmente em pessoas. Jerônimo Gabriel, atleta paraolímpico, campeão brasileiro basquete em cadeira de rodas, é um exemplo. 

Aos 28 anos, em 2004, ele sofreu um acidente que provocou uma lesão séria na coluna, que o impossibilitou de voltar a andar. “Os médicos me disseram que passaria o resto da vida na cama, foram quatro anos”, conta. “Tive vontade de desistir, quebrei o espelho e aprendi a aceitar e entender o poder de seguir em frente”, completou. Portas se abriram, foram 9 anos como jogador de basquete, mais 7 no tiro com arco e, agora, no paracurling. 

Não existe mais o executivo super-herói!

Ninguém pode aspirar deter todo o conhecimento necessário para inovar e crescer a sua organização, o trabalho é coletivo, frisou Carlos Aldan: “Não existe a pessoa, o CEO, solitários e poderosos, isso faz parte de uma velha escola de lideranças”. 

A mudança de mentalidade ocorreu nas organizações e também no esporte. Fernando Scherer emocionou a plateia com o seu depoimento. O eterno Xuxa chegou ao lugar de melhor do mundo, conquistou fama, dinheiro, inúmeras medalhas, abriu empresas. Mas, precisou se reencontrar quando parou de nadar, já que parecia que nada mais fazia sentido. “As minhas melhores medalhas hoje são paz e amor próprio”, disse. Ele contou sobre o trabalho que vem desenvolvendo consigo mesmo para o controle da mente, de banho gelado à meditação diária. “Nunca imaginei que um dia falaria isso: o autoconhecimento me levou para a espiritualidade. É preciso se cuidar todos os dias”, insistiu. Ele também lembrou que ninguém é capaz de mudar o outro se essa pessoa não quiser. 

Já Gustavo Borges elencou três principais lições do esporte para os negócios: trabalhar com capricho nos detalhes, se divertir e fazer amigos. “É essencial ensinar a ganhar e perder, que competição faz parte da vida, mas não esquecer que sem capricho, diversão e amigos não prosperamos. Tudo isso está relacionado com alegria, que por sua vez é um elemento importante para resiliência”, explicou. Para ele, performance tem a ver com pensamento de longo prazo, execução, começar e terminar com consistência, levantando seu “sarrafo”. 

Teo Laborne lembrou sua história de vida, com o apoio da mãe sempre presente, do pai que o desafiava e de um treinador que o acolheu. Ele atravessou várias frustrações enquanto competiu na natação, que resolveu colocar no livro Tudo ou nada – E o que você tem a ver com isso?, que para ele serviu como uma catarse emocional. “Escrever é um processo de autoconhecimento maravilhoso que indico a todos”. Ele não subiu ao pódio para receber uma medalha olímpica no pescoço. Mas, como líder de equipe, viu seu nadador ganhar. “Procuro seguir um caminho diferente que foi apresentado para mim desde criança, especialmente o da cooperação, do estímulo coletivo”, disse. Ele criticou a “robotização” das pessoas. “É hora de olhar para o presente e investir tempo para saber se o que vocês estão fazendo é isso mesmo. Tenham clareza para as prioridades”.

O evento Fazendo a Diferença: Fórum de Alta Performance foi realizado pela matter&Co e Kronberg e patrocinado pela 34 LAB, empresa mineira do mercado de suplementação nutricional.

34 LAB – suplementos alimentares 

Durante o Fazendo a Diferença: Fórum de Alta Performance da matter&Co., foi lançada uma nova empresa no setor de suplementos alimentares, a 34 LAB. O consumo de alimentos considerados saudáveis, que inclui a suplementação alimentar, foi acelerado pela pandemia, fortalecendo esse mercado. Em 2020, as vendas do setor – que incluem de produtos sem glúten a orgânicos certificados, passando pelos suplementos alimentares – movimentaram mais de R$100 bilhões no país, de acordo com a Euromonitor Internacional. 

Dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD) mostram que 59% dos lares brasileiros possuem no mínimo uma pessoa consumindo suplementos e que 21% dos brasileiros fazem uso desses produtos. A 34 LAB tem uma visão inovadora de suplementação, prezando por produtos de alta performance cientificamente comprovados, como o power seed. Também está focada em oferecer praticidade, como por exemplo porcionamento ideal para consumo mensal. Tem obsessão por sabores novos e deliciosos e embalagens com baixo impacto ambiental. 

Sobre a matter&Co. – É um ecossistema de empresas de inteligência de negócios com mais de 20 anos de mercado. O grupo reúne empresas com serviços e produtos complementares: a Smart Business Lab, consultoria em estratégia e gestão de negócios, Jumppi, empresa de pesquisa e inteligência de mercado, beePO, especialista em gestão financeira de negócios, Umanse, recrutadora de talentos e desenvolvimento de times de alta performance, T4H inteligência competitiva a partir da ciência de dados em saúde , e Calebe_, empresa de branding e produtos digitais.